25 maio 2019

Master Degree - TERMINEEEEI!



Olha gente, estou tão emocionada e aliviada que nem sei direito o que escrever aqui. Mas depois de 15 meses finalmente posso dizer que TERMINEI MINHA MASTER DEGREE NA IRLANDA!

Para quem não acompanhou a minha saga... minhas aulas começaram em fevereiro de 2018 e terminaram em dezembro, depois foi só desenvolver a dissertação, sem aulas. Entregamos a dissertação no dia 3 de maio de 2019 e o  resultado oficial saiu ontem, dia 24 de maio. A formatura em si, com beca e tudo mais será apenas em novembro.

Meu stamp2 vencia em fevereiro e precisei pedir um extensão do meu visto até terminar a tese como contei nesse post. Também descrevi como era fazer uma Master Degreee na Irlanda em relação à calendário, rotina, trabalhos, etc.

Sobre a minha dissertação, o tema que eu escolhi foi "Conflitos entre au pairs brasileiras e famílias na Irlanda" e ela deveria ter entre 15 e 20 mil palavras (em inglês, óbvio). Foi estressante me dividir entre meus 3 empregos e ainda escrever a tese, os últimos meses foram difíceis, mas CONSEGUI! Ufa!

E o que vem agora? Bem, depois de fazer uma Master Degree na Irlanda, o Governo te permite pegar 2 anos do visto 1G, em que você pode trabalhar 40 horas e procurar um emprego na área. Para conseguir esse visto, é necessário ter seguro saúde e pagar os €300,00 da imigração. Primeiro você pega 1 ano e depois pode renovar por mais um ano sob algumas condições, vou fazer um post apenas  explicando sobre esse visto essa semana.

Depois de 3 anos e 10 meses morando na Irlanda, vou deixar de ser estudante. Agora é foco total em conseguir um emprego da área e conseguir recolocação profissional por aqui, torçam por mim!

Essa semana ainda posto sobre o visto e tudo como funciona, fiquem ligados!




Para acompanhar meu dia a dia em Dublin, siga-me nas Redes Sociais:

Facebook: Tá na Europa
Twitter: @YoSoyTa_
Instagram: @talitanossol


:*



22 março 2019

+ curiosidades aleatórias de viagem



Lá vão mais algumas curiosidades aleatórias e rápidas das minhas viagens por aí, sempre temos histórias para contar! Para conferir o primeiro post das 20 curiosidades clique aqui.

1. Em Amsterdam ficamos em um Airbnb de uma portuguesa que oferecia café da manhã. Um dos dias ela disse que estávamos tomando o "pequeno-almoço", pensei que estava falando aqui porque comíamos demais! Depois que descobri que no português de Portugal, pequeno-almoço é café da manhã.

2. Passei meu aniversário de 31 anos no Warner Bros. Studios do Harry Potter em Londres e foi um dos aniversários mais legais da minha vida.

3. Alugamos carros pela internet para usar na Espanha e chegando lá não quiseram alugar pra gente porque não tínhamos carteira internacional de motorista, mesmo sendo permitido dirigir com a carteira brasileira por lá. Cancelaram nossas reservas e foi um caos, tivemos que alugar carros de locadoras locais.

4. Fiz topless em Menorca e mesmo tendo passado protetor, queimei meus peitos. Não pude fazer topless o resto da viagem.

5. O lugar que mais passei frio na minha vida foi em Copenhagen.

6. Londres é linda, mas muito grande para mim, ficava agoniada.

7. Na Espanha estava tão calor que não vencíamos comprar água, cada esquina uma garrafinha nova (e gelada).

8. Caí dois tombos na pista de patinação de gelo em Viena e desisti de patinar mais. Estava indo bem, mas quando comecei a cair fiquei com medo e já era.

9. Fui pra Itália em plena Copa do Mundo, e como o país estava fora do mundial, foi super difícil achar algum lugar com TV que estivesse passando os jogos. Eles boicotaram a copa real! Para assistir o jogo do Brasil foi um odisseia até achar um pub inglês que estava transmitindo as partidas.

10. Em Viena paguei o suco de laranja mais caro da minha vida, €7,50! Foi um susto.

11. Apesar da Suécia ser conhecido por ser um país caro, os preços da H&M de lá eram mais em conta comparados com Dublin.




Para acompanhar meu dia a dia em Dublin, siga-me nas Redes Sociais:

Facebook: Tá na Europa
Instagram: @talitanossol
Twitter: @YoSoyTa_

:*

01 fevereiro 2019

Estendendo o Visto de Estudante na Imigração


Há um ano, quando renovei meu visto de estudante com Master Degree, recebi visto até 12 de fevereiro de 2019.

Acontece que o visto de Master Degree deveria ser de 15 meses, e não 12 como eu recebi. Nós terminamos as provas e a dissertação irá até abril, então eu ficaria sem visto para terminar meu curso.

Como isso aconteceu com mais pessoas da minha sala, a faculdade fez novas cartas para levarmos na imigração. Confesso que estava com medo de ter que pagar os 300 euros novamente, mas não foi necessário. O atendente viu na hora que eu havia recebido menos tempo do que deveria e estendeu até 31 de maio de 2019.

Dessa vez só levei a Visa Letter, Passaporte e o cartão do IRP (antigo GNIB). O novo cartão será mandado para a minha casa e deve chegar em até 10 dias.

Costumamos morrer de medo da imigração, mas se está com tudo certo não há o que temer. Passei meses remoendo essa história, achando que teria que pagar o valor novamente, que eles não iam querer estender, que ia dar problema... que nada!


Outra questão é que o pessoal tem reclamado bastante sobre a dificuldade de conseguir appointments para ir na imigração. Eu baixei o app GNIB na Apple Store e ele me enviava os horários disponíveis, no primeiro dia que tentei marcar já consegui. Não sei se levei sorte, mas deu certo.

Agora tenho até o final de maio para me formar, e depois que venha o visto 1G!



Para acompanhar meu dia a dia em Dublin, siga-me nas Redes Sociais:

Facebook: Tá na Europa
Twitter: @YoSoyTa_
Instagram: @talitanossol

:*