25 junho 2015

Estudando na Erin School of English: Georgia Rodrigues Bertolini

Mais uma entrevista sobre a Erin, mas por que tantas? Porque cada pessoa tem uma opinião e um olhar diferente sobre a escola. Acho importante termos o máximo de material para tirarmos nossas próprias conclusões né?



Nome:
Georgia Rodrigues Bertolini.

Quantos anos você tem? Natural de qual cidade/Estado?
Tenho 24 anos. Sou de Barueri (Alphaville)/São Paulo.

Como surgiu a ideia do intercâmbio?
Eu sou formada em Turismo e trabalhei 4 anos em agências de intercâmbio... sempre tive vontade de fazer intercâmbio, mas trabalhar com isso aguçou mais minha vontade de viajar e viver outra cultura!

Está na Irlanda há quanto tempo? E quanto tempo pretende ficar?
Estou desde janeiro. O plano inicial era vir e tentar ficar para sempre. Passei por bastante coisa, como todo intercambista passa, e tiveram dias em que eu queria voltar pro Brasil e tem dias que eu não quero ir embora de jeito nenhum. Vou ficar aqui o tempo que eu conseguir, não crio mais expectativas em relação a isso.

Como é estudar na Erin School of English? O que você mais gosta na escola? E o que menos gosta?
Eu gosto da Erin pelos amigos que fiz, incluindo o professor. Vim pela escola mais barata na época e me arrependo. Hoje eu teria investido um pouco mais. A escola é bem simples, agora que eles mudaram de prédio está um pouco melhor, mas comparando com as escolas que meus amigos ficaram teria escolhido outra.

Qual nível está estudando?
Estou no advanced.

Você recomenda que outras pessoas estudem na Erin?
Se a pessoa quiser um curso mais barato e estiver ciente de que a escola é beeem mais simples do que as outras e que tem bastante brasileiros, eu indicaria sim!

Está trabalhando? Como foi para conseguir emprego? Dá para se manter legal?
Estou trabalhando sim! Foi bem difícil. Consegui emprego há 2 meses atrás. Estava pensando em voltar para o Brasil, pois o meu dinheiro estava acabando. Consigo me manter, mas sempre que preciso de dinheiro minha família lá no Brasil me ajuda.

Qual dica você dá para quem está presetes a embarcar para Dublin?
Espere o máximo que puder e traga o máximo de dinheiro que conseguir. Não fique achando que você vai chegar aqui, arrumar um emprego logo e conseguir se manter. Porque não vai! Mas... tudo vale super a pena!

Deixe uma mensagem para quem sonha em fazer intercâmbio:
Não desista nunca! As coisas acontecem sempre na hora certa!



2 comentários:

  1. Adorei esta entrevista.
    Talita através onde você contatou estas pessoas? Quero fazer o mesmo.

    ResponderExcluir

Dúvidas, sugestões e recadinhos são bem-vindos!